Pesquisadores

Coordenadora: Ana Lúcia Mandelli de Marsillac

Psicóloga, Psicanalista, Pós-doutora Universidade Nova de Lisboa (UNL), Dra. Artes Visuais – História, teoria e crítica UFRGS. Professora Adjunta do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora do PPG em Psicologia UFSC (Área 2 – Psicologia Social e Cultura, Linha 4: Psicanálise, Política e Cultura), Líder do Grupo de Pesquisa: Psicanálise, Processos criativos e Interações Políticas – LAPCIP/UFSC. Integrante do GT ANPEPP: Psicanálise, política e cultura. Membro do Observatório em Estudos Visuais e Arqueologia dos Media/UNL. Pesquisadora das temáticas: corpo, arte, psicanálise e saúde mental. Vinculada à projetos de extensão atrelados aos temas: corpo, psicose, psicanálise e ato criativo. Membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre (APPOA).

Lattes: http://lattes.cnpq.br/1033385402409022

 

Vice-coordenadora: Profa. Dra. Lucienne Martins Borges (PPGP/UFSC & ULaval/Canadá), 

Professora da École de travail social et de criminologie da Université Laval (Québec, Canadá) e Docente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Integrante da equipe de pesquisa ÉDIQ – Équipe de recherche en partenariat sur la diversité culturelle et l’immigration dans la région de Québec (Canadá) e colaboradora do Núcleo de Estudos sobre Psicologia, Migrações e Culturas (NEMPsiC/UFSC). Doutora em Psicologia (Ph.D., Université du Québec à Trois-Rivières – Canadá), possui graduação em Psicologia pela Universidade Católica de Goiás (1991), mestrado em Estudos Literários – Université du Quebec, Canadá (1996) e mestrado em Psicologia – Université Laval, Canadá (2000). Co-fundadora do Service d’Aide Psychologique Spécialisée aux Immigrants et Réfugiés (Université Laval/CIUSSS-CN, Québec, Canadá). Líder do Grupo de Pesquisa “Psicologia, cultura e saúde mental”. Interessa-se principalmente pelos seguintes temas: Psicologia clínica intercultural, Etnopsiquiatria, migrações, refúgio e saúde mental. 

Lattes: http://lattes.cnpq.br/3388192539897247

 

Profa. Dra. Marcela Andrade Gomes (UFSC)

Psicóloga, psicanalista, formada pela Universidade Federal de Santa Catarina. Cursou mestrado e doutorado em psicologia social no Programa de Pós-Graduação dessa mesma universidade. É professora Adjunta I desta mesma instituição. Líder do grupo de pesquisa (CNPQ) “Psicologia, cultura e saúde mental”, onde atua nas seguintes linhas de pesquisa: “Psicanálise, políticas públicas e direitos humanos” e “Migrações, processos psicológicos e saúde mental”. Desenvolve projetos de pesquisa e extensão nos seguintes temas: violências e vulnerabilidades psicossociais; SUAS (PAEFI e medidas socioeducativas); migrações; pessoas em situação de rua.  

 Lattes: http://lattes.cnpq.br/9403831041686917

 

Profa. Dra. Mériti de Souza (PPGP/UFSC) 

Graduação em Formação de Psicólogo pela Unesp – Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1984). Mestrado em Educação pela Unicamp – Universidade Estadual de Campinas (1989). Doutorado em Psicologia (Psicologia Clínica) pela PUC – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1997). Pós Doutorado em Psicologia no CES – Centro de Estudos Sociais – da Universidade de Coimbra, com bolsa da Capes (2005). Pós Doutorado em Educação na Unesp (2012-2013). Foi professora e pesquisadora na Graduação em Psicologia e no Programa de Pós-Graduação em Psicologia na Unesp – Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho – de 1985 a 2005. Atualmente é professora permanente no Programa de Pós-Graduação em Psicologia na UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina -, exercendo atividades de ensino e pesquisa. Membro do Grupo de Pesquisa Margens – modos de vida, família e relações de gênero – na UFSC. Membro do Grupo de Pesquisa LAPCIP – Laboratório de Psicanálise, processos criativos e interações políticas – na UFSC. Coordenadora do GT da Anpepp – Processos de subjetivação, clinica ampliada e sofrimento psíquico – de 2009 a 2013. Membro da Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental – de 2004 a 2016. Diretora do Laboratório de Psicopatologia Fundamental da Unesp de Assis – de 1999 a 2005. Tem experiência na área de psicologia, epistemologia, psicanálise, educação, atuando principalmente nos seguintes temas: processos de subjetivação, inconsciente, diferença; violências e sofrimento psiquico; produção e transmissão do conhecimento: modernidade e pós-estruturalismo; pesquisa e metodologia em psicologia. psicanálise e educação. 

  Lattes: http://lattes.cnpq.br/0216702647343326

 

Profa. Dra. Louise Amaral Lhullier (UFSC, EBP) 

Doutora em Psicologia pela PUC-SP. Mestre pela UFRGS. Psicóloga pela PUC-RS. Psicanalista. Professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina, na área 2 – Práticas culturais e processos de subjetivação – e linha de pesquisa Inconsciente, sexualidade e cultura. Coordenadora no Brasil do convênio entre o Departamento de Psicologia da UFSC e o Departamento de Psicanálise da Universidade Paris VIII. Líder do grupo de pesquisa: Psicanálise, processos criativos e interações políticas; Pesquisadora do Laboratório de Psicanálise, Processos Criativos e Interações Políticas – LAPCIP. Principais interesses: psicanálise, arte, sinthoma, invenção, sexuação. 

Lattes: http://lattes.cnpq.br/7132935948100796

 

Profa. Dra. Heloisa Helena Marcon (APPOA) 

Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1998) e mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003). Doutora pelo Instituto de Psicologia da USP (2018). Bolsista de Doutorado-sanduíche na Université Paris 7 – Paris Diderot, CAPES – Proc. nº BEX0403/15-6 (2016-2017). Realizou Residência Interdisciplinar em Saúde (RIS GHC-MS), na Ênfase Saúde Mental (2006). Atuou como psicóloga no CAPS II do GHC, sendo Preceptora da Residência Integrada em Saúde, assim como no Hospital Cristo Redentor (2009-2012). É Psicanalista. Coordenadora e professora do curso de Pós Graduação em Psicanálise: sujeito e laço social do Hospital Santa Catarina de Blumenau. Pesquisadora do LAPCIP/UFSC. Tem experiência na área de Psicanálise, atuando principalmente nos seguintes temas: psicanálise, saúde mental, laço social e subjetividade.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/6790987083609024

 

Profa. Dra. Renata Leite Soares (UFG) 

Nasci na cidade de Goiânia-Goiás em 1978, cidade em que resido. Graduada em Psicologia em 2002 pela PUC-GO. Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Goiás em 2005. Minha dissertação intitula-se “Cultura e Repressão: entre a universalidade e a singularidade, possibilidades da condição humana e fundamenta-se na articulação entre o conceito de recalque e cultura na teoria freudiana e outros autores importantes para a compreensão da Educação como processo formativo. Em 2006 ingressei como professora efetiva na Faculdade de Educação UFG, ano em que o curso de Psicologia se iniciou nessa instituição vinculado à Faculdade de Educação. Na UFG, hoje como professora adjunto, leciono, desenvolvo atividades de pesquisas, orientação e extensão, estando vinculada ao Núcleo de Estudos e Pesquisas em Psicologia, Educação e Cultura (NEPPEC) da FE/UFG. Em 2014 finalizei meu doutorado em Psicologia Clínica no Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura na Universidade de Brasília(UNB) com a tese intitulada “Identificação e o Narcisismo na Melancolia: reflexões a partir da obra freudiana”. Atualmente coordena o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Psicologia, Educação e Cultura (NEPPEC) estando vinculada à duas linhas de Pesquisas: Subjetividade e Cultura, e Psicanálise e Contemporaneidade. Coordeno também Junto com a professora Leilyane Oliveira Araujo Masson o grupo de estudos intitulado Psicanálise e Contemporaneidade: Tempo, experiência e sofrimento psíquico. 

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0907136028033257

 

Profa. Dra. Virgínia Lemos Leal Newton (UFPR)

Virginia Newton, psicóloga, doutora em Psicologia Clínica, Universidade Católica de São Paulo (2017). Professora Adjunta da Universidade Federal do Paraná, Departamento de Comunicação Social. Possui mestrado em Comunicação e Semiótica, Universidade Católica de São Paulo (2002), especialização em Psicologia Hospitalar, Universidade Católica do Paraná (1993) e graduação em Psicologia pela Universidade Católica do Paraná (1991). Atuou como psicóloga clínica em consultório particular e no Hospital Infantil Pequeno Príncipe, atendendo crianças, pais, adolescentes e adultos, com ênfase no tratamento e prevenção psicológica. Tem formação e experiência na clínica psicanalítica. Pesquisa sobre os sujeitos criadores de obras, os processos criativos e os mecanismos psíquicos envolvidos na criatividade.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9275299966526579

 

Profa. Dra. Beatriz da Fontoura Guimarães (APPOA, Pós-doutoranda PPGP/UFSC, CESUSC)

Psicanalista, Membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre – APPOA. Pós-doutorado pelo PPGP/UFSC (2020). Doutora em Psicologia, Área de Concentração: Práticas Sociais e Constituição do Sujeito (PPGP/UFSC, 2013). Possui graduação em Psicologia pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1989), especialização em Teoria Psicanalítica pela UNISINOS (2001), mestrado (2007) em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina. Foi professora no Curso de Psicologia do Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina – CESUSC (2008-2013 e 2020). Pesquisadora da Rede de Pesquisa Escritas da Experiência (CNPq) e do Laboratório de Psicanálise, Processos Criativos e Interações Políticas – LAPCIP/UFSC (CNPq). Coorganizadora e supervisora clínica do Projeto de Pesquisa e Extensão em Acompanhamento Terapêutico do Departamento de Psicologia/UFSC. Tem experiência e especialização na área de Psicologia Educacional e em Psicanálise. Desenvolve pesquisa em torno dos seguintes temas: psicanálise, acompanhamento terapêutico (A.T.), saúde mental, psicose, escrita, experiência, memória, trauma e real.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0780996880685453

 

Dra. Mariana De Bastiani Lange (APPOA, Pós-doutoranda PPGP/UFSC)

Psicóloga, psicanalista. Realiza estágio pós-doutoral em Psicologia na Universidade Federal de Santa Catarina, pesquisando sobre as políticas da escrita. Mestre (2008) e doutora (2013) em Literatura pela UFSC. Possui graduação em Psicologia (2004) – Formação de Psicólogo, Bacharelado e Licenciatura em Psicologia pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ). Atua na clínica psicanalítica, adulto e infantil, desde 2004. Coordena Oficinas de Escrita desde 2006. Pesquisa os temas: psicanálise, escrita, topologia, dispositivos clínico-políticos e cultura. Membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre (APPOA) e da Gestão Estudantil Universitária Integrar (GESTUS).

Lattes: http://lattes.cnpq.br/7662979297875925

 

Ms. Flávia de Toledo Oliveira Lucas (APPOA)

 

Graduada em Psicologia (2003), Pós-graduada a Nível de Especialização em Problemas do Desenvolvimento na Infância e Adolescência (2010) pelo Centro Lydia Coriat e Faculdade Dom Alberto. Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde (2019) pela Universidade Fernando Pessoa – Porto/Portugal. Psicanalista, membro da Associação Psicanalítica de Porto Alegre.  

 Lattes: http://lattes.cnpq.br/6388933946969629

 

Colaboradores Estrangeiros:

Profa. Dra. Maria Margarida Abreu de Figueiredo Medeiros. Concluiu doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa em 2010.  (UNL/Portugal)

É Professora Auxiliar na Universidade Nova de Lisboa. Publicou 6 artigos em revistas especializadas, possui 14 capítulos de livros e 10 livros publicados. Possui 95 itens de produção técnica. Participou em 1 evento no estrangeiro e 9 em Portugal. Orientou 4 teses de doutoramento e co-orientou 2, orientou 26 dissertações de mestrado e co-orientou 6 nas áreas de Outras Humanidades, Ciências da Comunicação e Artes. Atua nas áreas de Ciências Sociais com ênfase em Ciências da Comunicação e Humanidades com ênfase em Artes. Nas suas atividades profissionais interagiu com 24 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. No seu curriculum DeGóis os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: fotografia, Cultura, cultura visual, história da fotografia, identidade, imagem, memória, realismo, crítica e automatismo.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/1336608860526006

 

Profa. Dra. Marta Braga de Matos Dias da Costa (UFP/Portugal)

Psicóloga clínica, doutorada em psicologia clínica, é professor auxiliar de Psicopatologia na Universidade Fernando Pessoa, Porto/Portugal, e exerce atividade clínica de consulta psicológica e psicoterapia no Hospital-escola de Gondomar pertencente à Universidade. Membro integrante, desde Julho 2020, do Laboratório de Psicanálise, Processos Criativos e Interações Políticas (LAPCIP/UFSC), da Coordenação da Prof. Doutora Ana Lúcia Mandelli de Marsillac. Ao longo da formação académica, realizou graduação de 5 anos em Psicologia pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP, 1990); Mestrado em Psicologia Clínica (DEA Psychologie Clinique, Sujet et Société) pela Université Paris 7- Denis Diderot (1993); Doutoramento em Psicologia Clínica na Université Paris 7- Diderot (2000); e Pós-doutorado em Psicopatologia e Psicanálise (2008-2010) no Centre d’Etudes en Psychopathologie et Psychanalyse da Université Paris 7- Denis Diderot, CEPP – sob a Direção do Prof. Jacques André. Membro da Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental (AUPPF, S.Paulo), fundada pelo Prof. Doutor Manoel Berlinck e desde 2016 coordenada pelo Prof. Doutor Sérgio Franco. Membro desde 2010. Membro do Centro de investigação CEPESE (Centro de Estudos em População, Economia e Sociedade) da Univ. do Porto, Portugal). Membro desde 2007. Co-organização do I Seminário Clínico e Interdisciplinar Arte, Saúde e Criatividade, em colaboração com a Prof. Doutora Ana Lúcia Marsillac e a Drª FLávia Toledo de Oliveira, na Universidade Fernando Pessoa, no Porto, a 25/09/2019.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/5146210843832485